Fonoaudiologia

Especialidade

Entenda sobre a Fonoaudiologia

É a especialidade que atua no estudo da fonação e da audição, de seus distúrbios e das suas formas de tratamento. Ocupa-se da prevenção, habilitação e reabilitação da voz, da audição, da motricidade oral, da leitura e da escrita.

Dentre os principais problemas passíveis de tratamento com o fonoaudiólogo estão dificuldades da articulação da fala, como gagueira e língua presa, dificuldade de deglutir, rouquidão constante, dificuldade de audição, distúrbios de leitura, escrita e etc.

O fonoaudiólogo pode, ainda, atuar em parceria com outros profissionais, como fisioterapeutas, psicólogos e dentistas.

A Fonoaudiologia é a ciência que tem como objeto de estudo a comunicação humana, no que se refere ao seu desenvolvimento, aperfeiçoamento, distúrbios e diferenças, em relação aos aspectos envolvidos na função auditiva periférica e central, na função vestibular, na função cognitiva, na linguagem oral e escrita, na fala, na fluência, na voz, nas funções orofaciais e na deglutição.

O fonoaudiólogo é um profissional da saúde e atua em pesquisa, orientação, perícias, prevenção, avaliação, diagnóstico e tratamento fonoaudiológico na área da comunicação oral e escrita, voz, audição e equilíbrio, sistema nervoso e sistema estomatognático incluindo a região cérvico facial.

O profissional tem ampla autonomia, pode atuar sozinho ou em conjunto com outros profissionais de saúde em clínicas, hospitais, centros especializados em diagnósticos, institutos, creches, escolas (comuns e especiais), comunidades, entre outros.

São muitas as situações em que a consulta ao Fonoaudiólogo é indicada:

  • Quando a criança troca as letras, é hora de consultar um fonoaudiólogo. Durante as sessões, são feitos exercícios que auxiliam na reprodução da letra. A consulta também pode ajudar o paciente a estabelecer um padrão respiratório. É muito comum crianças e adultos respirarem pela boca, o que diminui a imunidade e atrapalha a dicção.
  • Pessoas com a língua presa, pois a fonoaudiologia ajuda a tonificar a língua e melhorar a fala.
  • Pessoas que sofreram traumas na mandíbula e surge dor na região e dificuldades na fala e mastigação.
  • Pessoas com perda auditiva, a fonoaudiologia pode trabalhar a comunicação.
  • Profissionais que utilizam muito a voz e ao fim do dia estão sem voz é importante buscar ajuda para que o fonoaudiólogo haja na resistência muscular da prega vocal, tratando ou melhorando a qualidade de voz.
  • Pessoas com dificuldade de se alimentar, seja por cirurgias ou acidentes.

Audiologia: Por meio da audição é que se adquire, normalmente, a comunicação oral. Doenças na gestação, infecções de ouvido, uso indiscriminado de medicamentos, exposição a ruídos intensos e outros podem causar alterações auditivas, comprometendo a comunicação e a qualidade de vida do indivíduo.

Linguagem: Trabalha com os aspectos que envolvem a comunicação oral e escrita. Pessoas com problemas de comunicação (expressão e compreensão) podem ter dificuldades na sua integração social e profissional.

Motricidade: Nesta especialidade, o fonoaudiólogo habilita/reabilita funções relacionadas a respiração, sucção, mastigação, deglutição, expressão facial e articulação da fala.

Voz: O fonoaudiólogo previne, avalia e trata os problemas da voz falada (disfonias), cantada (disonias) e ainda aperfeiçoa os padrões vocais.

Disfagia: Pessoas com dificuldade de se alimentar, seja por cirurgias ou acidentes.

Gerontologia: Promoção da saúde do idoso, prevenção, avaliação, diagnóstico, reabilitação dos distúrbios relacionados à audição, equilíbrio, fala, linguagem, deglutição, motricidade orofacial e voz.

A atuação do fonoaudiólogo é imprescindível na reabilitação da voz, da audição, da motricidade oral, da leitura e da escrita. Estudos comprovam que a intervenção do profissional é de extrema importância, trazendo ótimos resultados aos pacientes que possuem dificuldades da fala, gagueira e língua presa, dificuldade de deglutir, rouquidão constante, dificuldade de audição, distúrbios de leitura, escrita e etc.

A capacidade de articular bem palavras, medir o tom de voz ideal e respirar nos intervalos certos destaca-se entre as pessoas que são habilidosas em se comunicar – feliz de quem apresenta naturalmente essas características.

Se este não é o seu caso, um fonoaudiólogo pode ajudar. “Nós do Espaço Humaniza trabalhamos a comunicação, incluindo voz, escrita, audição, sucção, deglutição e mastigação. Melhorando a integração do indivíduo com a sociedade e garantindo seu bem estar.

O Fonoaudiólogo é tem como função integrar equipes multidisciplinares onde são efetuados o diagnóstico fonoaudiológico, a prevenção, avaliação, e terapia das alterações da linguagem (fala, voz, audição, funções de mastigação, respiração, deglutição).

A partir do diagnóstico completo do fonoaudiólogo são tomadas as devidas atitudes, de acordo com cada caso e dificuldades da articulação da fala, como gagueira e língua presa, dificuldade de deglutir, rouquidão constante, dificuldade de audição, distúrbios de leitura e escrita e etc.

Agende sua Consulta

//

Perguntas Frequentes

O que é fonoaudiologia?

A Fonoaudiologia atua em pesquisa, prevenção, aprimoramento, diagnóstico, orientação e tratamento no âmbito da fala (articulação, voz e fluência), linguagem oral, linguagem escrita, audição, além das estruturas e sistemas auxiliares de comunicação, em indivíduos de todas as idades desde o bebê recém-nascido até o idoso.

Quando procurar um fonoaudiólogo?

Você deve procurar um Fonoaudiólogo quando apresentar um dos seguintes sintomas:

• Distúrbios da Fala;
• Perda Auditiva;
• Distúrbios da Audição;
• Distúrbios da Linguagem;
• Estimulação Essencial;
• Distúrbios da Deglutição, Mastigação e/ou estética vocal;
• Distúrbios na aprendizagem da leitura, da escrita e do cálculo;
• Distúrbios da Comunicação – Expressão/compreensão.

Como prevenir a perda auditiva?

No caso de exposição a ruídos intensos a prevenção da surdez faz-se com a proteção coletiva (intervenção sobre a fonte emissora) ou proteção individual (abafadores colocados no ouvido). A prevenção da surdez hereditária é feita através do aconselhamento genético dos pais. Cuidado médico pré-natal na gestante previne possível surdez no embrião. Doenças como a rubéola, sífilis e toxoplasmose na gestante são exemplos de doenças que podem causar surdez e outras anomalias.

O que devo fazer depois da alta fonoaudiológica?

Continuar o acompanhamento com o fonoaudiólogo para reavaliação e não esquecer os exercícios que foram ensinados.

Gagueira: precisa tratar?

Sim, o primeiro passo é observar se essa gagueira é frequente, se é intensa e em seguida procurar o fonoaudiólogo para que ele possa avaliar e passar algum tratamento.

Quando iniciar uma intervenção fonoaudiológica na criança?

É recomendável em caso de dúvidas ou suspeitas ou diante de evidências de que há um transtorno de linguagem ou de desenvolvimento acontecendo com a criança.

Alimentação interfere na fala e na linguagem?

Sim, principalmente na infância, dependo do alimento que a criança ingerir pode interferir no crescimento dos órgãos da face e consequentemente na produção errada dos sons da fala e no desenvolvimento da linguagem.

Problemas de respiração podem interferir na fala?

Sim, pode prejudicar a fala e o posicionamento dos dentes nas arcadas dentárias. A respiração nasal é a forma de respirar mais saudável por isso se a respiração estiver sendo pal boca é ideal ir a um fonoaudiólogo para tratar.

A fonoaudiologia trata problemas de fala em adultos?

Sim a fonoaudiologia atende todas as idades.

Meu filho ainda não fala, com que idade devo procurar um fonoaudiólogo?

Sempre que houver alguma dúvida ou inquietação em relação à fala de uma criança, é conveniente que se procure um fonoaudiólogo, pois ele é o profissional capacitado para avaliar e indicar a conduta adequada.

WhatsApp chat