Psicanálise

Especialidade

Entenda sobre a Psicanálise

O Psicanalista estuda os fenômenos psíquicos e de comportamento do ser humano por intermédio da análise de suas emoções, suas ideias e seus valores.

Ele realiza o  diagnóstico, previne e trata doenças mentais, distúrbios emocionais e de personalidade. Ele observa e analisa as atitudes, os sentimentos e os mecanismos mentais do paciente e procura ajudá-lo a identificar as causas dos problemas e a rever comportamentos inadequados.

Este profissional atua em consultórios, em hospitais e nas mais variadas instituições de saúde, contribuindo para a recuperação da saúde psicológica e física das pessoas.

A função do psicanalista é tentar compreender o papel das funções mentais no comportamento individual e social, estudando também os processos fisiológicos e biológicos que acompanham os comportamentos e funções cognitivas.

Este profissional explora conceitos como percepção, cognição, atenção, emoção, Inteligência, fenomenologia, motivação, funcionamento do cérebro humano, personalidade, comportamento, relacionamentos interpessoais, incluindo resiliência, entre outras áreas.

Quando algumas coisas parecem não se “encaixarem” muito bem em sua vida, pode ser o caso de você considerar a ajuda de um profissional. Procurar um especialista em saúde mental hoje ainda continua sendo um tabu, e somente quando se acredita ter algum transtorno grave que a pessoa busca ajuda profissional. Isso deve ser transformado, sendo essencial procurar ajuda para manter o equilíbrio entre a saúde física e mental.

Alguns casos em que ajuda de um psicanalista é importante:

Ideias e sentimentos negativos: Quando não acreditamos em nós mesmos, deixando a solidão, tristeza, medos e baixo autoestima estar presente em nossa vida, isso afeta nosso cotidiano, comprometendo nossa vida ao todo.

Abuso de substâncias: O psicanalista pode ajudá-lo em situações como o uso excessivo de drogas, álcool, tabaco ou qualquer substância que afete nosso corpo.

Eventos e perdas traumáticas: A perda de um parente querido pode causar sérios problemas emocionais, o profissional ajuda o indivíduo a encontrar o equilíbrio emocional e superar a perda.

Mudanças de atitudes repentinas: Pessoas com mudanças de humor constantes, isolamento injustificado e comportamentos problemáticos devem procurar ajuda de um profissional.

É extremamente importante buscar ajuda de um psicanalista quando observarmos algum destes sintomas:

Depressão – Os Sintomas mais frequentes são: tristeza, desânimo, perda de motivação, aumento da dependência, sentimentos de culpa, vergonha, dificuldade de concentração e memória, pessimismo, passividade, dificuldade nos vínculos sociais, distúrbios sexuais, do sono e do apetite.

Pânico – Os Sintomas mais frequentes são: pensamentos exagerados sobre perigos, sensação de tontura, falta de ar, palpitação, tremor, perda de foco visual, formigamento, dor no peito, sudorese, náuseas, desconforto abdominal, calafrios, ondas de calor, boca seca, medo extremado de entrar em colapso, de desmaiar, de perder o controle, de enlouquecer ou morrer, gerando intensa ansiedade.

Ansiedade – Os Sintomas mais frequentes são: preocupação excessiva, irritabilidade, inquietação, dificuldade em concentrar-se, fadiga, alteração do sono.

Trauma – Os Sintomas mais frequentes são: aceleração cardíaca, suor excessivo, raiva, medo, confusão, desconfiança, ataque de pânico, fadiga, desconexão, depressão.

Fobia Social – Os Sintomas mais frequentes são: Dificuldade de se expor em público e ficar em evidência, gerando constrangimento e ansiedade, o que afeta a auto-estima, a vida social, os relacionamentos amorosos, a vida profissional, podendo levar ao isolamento ou à redução dos relacionamentos.

Buscar ajuda profissional é essencial pois no começo da terapia o paciente começa a acessar recursos antes inimagináveis, que estão, na realidade dentro de si mesmo. Aprende a livrar-se de sofrimentos desnecessários e a lidar com as dificuldades que surgem ao longo da vida.

Os resultados da terapia são sentidos a curto prazo com a eliminação dos sintomas desagradáveis. Já a médio e longo prazos, o indivíduo sente o prazer de se conhecer melhor, investe no próprio autodesenvolvimento, aumenta sua capacidade de reflexão e auto-análise.

A avaliação psicológica é um procedimento clínico que envolve princípios teóricos, métodos e técnicas de investigação tanto da personalidade como de outras funções cognitivas, tais como: entrevista e observações clínicas, testes psicológicos, técnicas projetivas e outros procedimentos de investigação clínica, como jogos, desenhos, o contar estórias, o brincar etc.

A escolha das estratégias e dos instrumentos empregados é feita sempre de acordo com o referencial teórico, o objetivo e a finalidade (diagnóstico, indicação de tratamento e/ou prevenção).

Agende sua Consulta

//

Perguntas Frequentes

Qual a diferença entre a psicanálise e as outras formas de terapia?

O psicanalista não prescreve medicamentos e também não dá conselhos, opiniões, sugestões, nem oferece soluções aos problemas do paciente. O processo analítico visa o desenvolvimento da percepção do analisando a respeito dos seus conflitos internos, de forma que, ao elaborá-los, ele se torne cada vez mais capaz de lidar com sua vida emocional.

Qual a diferença entre psicologia e psicanálise?

O psicólogo tem formação específica na área de psicologia e está habilitado para lidar com problemas de ordem psicológica e comportamental. O psicólogo pode atuar em uma clínica particular, empresa, escola ou em um hospital e tem capacitação para diagnosticar um teste vocacional, o perfil certo para uma vaga ou um quadro de ansiedade.

Já o psicanalista trabalha para melhorar a relação do ser com o mundo e com os seus questionamentos. De maneira geral, a psicanálise tem como objetivo auxiliar no autoconhecimento e a habilidade em lidar com problemas do próprio eu.

Para que tipo de pessoa a psicanálise é indicada?

A psicanálise é indicada para todas as pessoas que têm uma demanda ou questão. Uma demanda é algo que se apresenta como um enigma pessoal, algo que não vai bem, alguma coisa que surge e que precisa de uma saída que não se consegue encontrar sozinho. Normalmente, diante de problemas e angústias, as pessoas reagem usando comportamentos e padrões de sofrimento, se colocando em um lugar de aceitação ou de resignação deste estado. Por exemplo, frente a uma grande cobrança de trabalho, pode-se ficar estressado. Frente à perda de alguém querido, pode-se ter baixa estima e desânimo. A psicanálise é para quem procura uma nova maneira de lidar com os impasses pessoais que não seja a resignação no sofrimento.

Como funciona o tratamento psicanalítico?

Consiste em o paciente falar tudo o que estiver pensando sem se preocupar com o julgamento que o psicanalista possa fazer a respeito, afinal, ele não está ali para dizer o que é certo ou errado, o que o paciente deveria ou não fazer. É preciso que o paciente fale para que a mensagem trazida pelo sintoma possa ser decifrada, assim, o psicanalista não ataca o sintoma, mas sim busca entender suas causas.

A psicanálise trata o sofrimento das pessoas?

A psicanálise é também um método psicoterápico de tratamento de alterações psíquicas que causam sofrimento às pessoas, pela impossibilidade delas integrarem e expressarem mais livremente seus desejos, ou de o fazerem de modo muito turbulento.

O que é Psicanálise?

Dentro da Psicologia existem diversas abordagens para se tratar uma pessoa, e a Psicanálise é uma delas, sendo considerada uma teoria da personalidade e também um método de psicoterapia. A Psicanálise consiste em investigar a mente humana e compreender seu funcionamento, tanto a vivência do comportamento humano como o tratamento de determinados distúrbios mentais, se forem diagnosticados.

WhatsApp chat