Quiropraxia

Especialidade

Entenda sobre a Quiropraxia

A quiropraxia é classificada pela Organização Mundial de Saúde como uma profissão com a função de diagnosticar, tratar e prevenir quadros de desordens no sistema neuro-músculo-esquelético, ou seja, o sistema nervoso, sistema muscular e ossos, por meio de terapia manual, principalmente a manipulação das articulações.

Além disso, a quiropraxia tem um olhar extremamente refinado no que diz respeito à coluna vertebral, visto que é o grande pilar de sustentação do corpo.

É considerada tão importante quanto a medicina convencional, pois concentra-se na causa principal do problema. De forma natural, não cirúrgica e sem a utilização de medicamentos, a quiropraxia trata dores nas costas, dores na coluna lombar, hérnia de disco, dores no pescoço, escoliose, dor ciática, e todas as outras disfunções da coluna vertebral que afetam a mobilidade, a amplitude de movimentos e até mesmo o humor do paciente.

A quiropraxia é uma técnica milenar, já conhecida pelos chineses, hindus e egípcios antigos. No entanto, a prática só foi oficializada e desenvolvida 1895 por Daniel D. Palmer, médico canadense radicado nos Estados Unidos. A técnica trabalha o relacionamento entre a estrutura musculoesquelética (coluna/articulações) e a função (fluxo de informação), comandada principalmente pelo sistema nervoso.

A quiropraxia consiste de ajustes e manipulações articulares feitos com as mãos. Os movimentos rápidos, indolores e precisos para o ajustamento articular, são o grande diferencial da técnica. As manobras manuais realizados pelos profissionais podem vir acompanhadas de estalidos, cujo qual restaurará a função da articulação e permitirá que o corpo funcione harmonicamente, reduzindo o risco de desenvolver lesão.

Quiropraxia não é uma massagem e apenas profissionais graduados podem aplicá-la.

A Quiropraxia é indicada para pessoas de todas as idades, de crianças a idosos, incluindo gestantes, atletas praticantes e atividades físicas em geral.

A prática garante acesso a prevenção de lesões diversas que atrapalham o dia a dia de muitas pessoas com dores e desconforto.

Devido ao fato de não ser invasiva e não prescrever medicação controlada, a Quiropraxia pode ser utilizada por gestantes, sem nenhum problema depois do primeiro trimestre de gestação.

A técnica pode ser utilizada durante o crescimento, na infância e na adolescência, revertendo casos de desvios na coluna comuns nessa faixa etária.Já para os idosos, a técnica garante o alívio de dores causadas pela artrite, artrose, ciática, reumatismos e entre outros.

É indicada também para tratamento de dores musculares e articulares, dor nas costas, tendinites, hérnia de disco, alguns tipos de dor de cabeça, distúrbios posturais (escoliose, hiperlordose), e é uma excelente coadjuvante no tratamento de fibromialgia, bronquite asmática e cólica menstrual.

A Quiropraxia é capaz de eliminar as dores de maneira rápida deixando o sistema nervoso livre de bloqueios, permite também que o fluxo de impulsos nervosos chegue ao cérebro e a todos os órgãos, tecidos e células do corpo, mantendo a saúde em sua função adequada.

Não é uma técnica invasiva, não utiliza cirurgias ou medicamentos. Todos os procedimentos são feitos de forma manual com movimentos rápidos e precisos agindo diretamente no problema e não nos sintomas. Além disso, é indicada para todas as idades até mesmo para bebês.

Suas contraindicações são pessoas com osteoporose, artéria calcificada, câncer ou que foram submetidas a cirurgias.

Os resultados da Quiropraxia são eficazes e podem ser sentidos desde a primeira sessão.

O tratamento pode resolver ou amenizar bruxismo, a bursite, cólicas menstruais, dor ciática, dor de cabeça, problemas em articulações de punhos, cotovelos, ombros, mãos, quadris, tornozelos e pés, estresse, hérnia de disco, labirintite, lombalgia, torcicolo, TPM, zumbido no ouvido e melhora a postura.

Pacientes frequentemente relatam sensação de relaxamento e paz profunda, mais disposição e energia no dia-a-dia , além de melhor qualidade do sono.

Após o relato de todos os problemas e desconfortos, são realizados testes com objetivo de avaliar a capacidade neurológica do paciente.

Estes testes são específicos da quiropraxia e ajudam na compreensão do quadro de cada paciente, localizando o problema e evitando tratar apenas os sintomas localizados.

São feitos também testes ortopédicos, avaliação postural, e se necessário, pedidos exames de imagem. Caso o problema central não possa ser tratado com quiropraxia, o paciente poderá ser encaminhado ao profissional adequado.

Após a avaliação, é realizado o atendimento.

O tempo de tratamento não é o mesmo para todo mundo e varia de acordo com o diagnóstico. Além de ser ajustado a cada sessão, de acordo com a evolução de cada paciente.

Agende sua Consulta

//

Perguntas Frequentes

Quiropraxia é o mesmo que massagem ou fisioterapia?

Enquanto a massagem busca relaxamento e a fisioterapia trata dores musculares e espasmos, a quiropraxia previne, diagnostica e trata problemas na coluna, como dores lombares, cervicais, ciáticas, tendinites, entre outros.

Quem pode fazer?

É indicado para todas as idades, desde bebês até idosos. Por não ser uma técnica invasiva, sem uso de medicamentos ou cirurgias, gestantes também podem utilizar a quiropraxia.

Há contraindicações?

Geralmente, pessoas com osteoporose, artéria calcificada, câncer ou que foram submetidas a cirurgias não podem aderir ao tratamento.

Como saber se o quiropraxista é bom?

É preciso ter graduação em quiropraxia para aplicar a técnica. O profissional também deve constar no site da Associação Brasileira de Quiropraxia. Ele ainda precisa realizar uma avaliação rigorosa e precisa antes de qualquer exercício.

É necessário ir ao médico antes?

Não é necessária uma avaliação prévia de um médico para recorrer a um quiropraxista. Porém, avisá-lo sobre o tratamento que pretende fazer é sempre bom.

O quiropraxista pode fazer algum pedido de exame?

Depende do caso. O profissional pode solicitar raio-x para poder avaliar melhor o paciente, principalmente se o motivo da procura for após quedas graves ou acidentes.

O ajuste é doloroso?

São, o processo é indolor, contudo o quiropraxista precisa se atentar a qualquer desenvolvimento inflamatório ou outro processo doloroso e utilizar a técnica que seja mais apropriada.

Porque às vezes o ajuste provoca estalos?

O estalo é uma reação normal da articulação quando pressionada. Existe um líquido dentro da maioria das articulações do corpo que ao ser processado, forma pequenas bolhas de gás. O ajuste provoca o aumento da pressão interna da cápsula articular fazendo com que as bolhas estourem emitindo um ruído em forma de estalo.

WhatsApp chat